Dicas interessantes

Entrevista de emprego: como se vestir?

A primeira impressão é a que fica.

 

Quando uma pessoa está à procura do primeiro emprego ou de uma recolocação, a principal preocupação, geralmente, é o currículo. Contudo, no momento em que o candidato se encontra frente a frente com o recrutador, não é apenas este documento que é analisado. Aspectos como desenvoltura, conhecimento e confiança também são avaliados.

Outro ponto importante é a apresentação visual: as empresas levam isso em consideração, pois o colaborador reflete a imagem da organização.

Para entender como se vestir numa entrevista de emprego, é essencial compreender o conceito de dress code. Traduzindo, a expressão significa “código de vestimenta”, ou seja, designa um conjunto de regras e condutas acerca das roupas apropriadas para cada ocasião, sendo o mundo corporativo uma delas.

As mudanças sociais e a ampliação de perspectivas têm influenciado no dress code das empresas. A implementação cada vez mais frequente do modelo home office, por exemplo, tem causado interferências em como se vestir para o trabalho. A flexibilização em diversos aspectos dentro das organizações tem sido crescente, tais como layout amplo do espaço dos escritórios e mobiliário pensado para a interação entre os funcionários e operação colaborativa. Todas essas transformações incluem a vestimenta. É muito comum encontrar empresas e startups que seguem a linha mais inovadora, com funcionários trajando roupas mais descoladas e casuais, como jeans e camiseta e, em alguns casos, bermuda. Mas ainda não são todas as organizações que estão adotando estas práticas fora dos padrões tradicionais.

Por isso, selecionamos alguns pontos relevantes para lhe ajudar a saber como se vestir numa entrevista de emprego. Confira a seguir.

 

Ponto 1.

Entenda a cultura organizacional da empresa.

A cultura organizacional compreende todas as práticas, valores e crenças estabelecidos nos processos de trabalho de uma empresa. Isso se reflete não só nas ações da organização frente ao mercado, como também no trato com os colaboradores.

Vivemos um período de transição de costumes. Portanto, considere realizar uma pesquisa prévia à entrevista sobre o perfil da empresa visada, pois você não quer causar um ruído de comunicação através do seu visual, certo?  Mariana Herrmann, consultora de imagem e estilo da Forno da Moda, sugere que “você pode contatar o recrutador da vaga e perguntar qual é a imagem da empresa, se ela é mais formal ou informal” e, a partir dessas informações, vestir-se de acordo.

O modo de se vestir às vezes está descrito nos detalhes sobre a vaga, no momento da sua candidatura on-line. Algumas empresas informam aos candidatos que o ambiente é descontraído, e existe até mesmo o casual Friday, ou seja, os funcionários podem se vestir mais à vontade às sextas-feiras. Caso você não encontre oficialmente essas informações, uma saída é fazer uma busca nas imagens do site ou das redes sociais da empresa, e tentar traçar um perfil da vestimenta dos funcionários. Pelas fotos já é possível entender um pouco como é o ambiente e o que é adequado vestir.

Caso você não consiga coletar dados suficientes para definir o perfil da empresa, opte pela discrição e cuidado com o trato pessoal (mais sobre este assunto será abordado nos tópicos abaixo. Acompanhe.).

 

Ponto 2.

Dicas para todos.

A regra seja você mesmo também se aplica em como se vestir numa entrevista de emprego. Tente combinar sua personalidade com o dress code de sua área profissional. Afinal, o recrutador quer conhecer quem você é e, seu estilo faz parte disso. E, acima de tudo, o importante é você estar à vontade.

De acordo com Mariana Herrmann, as “cores escuras, opacas e frias, como o azul, passam uma imagem mais formal e madura. Cores mais vivas e quentes, como o amarelo, passam uma imagem mais casual e criativa”. Portanto, procure compor peças discretas com algo que represente você. Contudo, a consultora também sugere evitar roupas com estampas de bandas, ideias políticas, entre outras mensagens que possam fragilizar sua imagem.

As modas singulares e criativas, ou seja, quando todo o look imprime sua personalidade marcante, serão mais bem aceitas em ramos específicos, como numa agência de publicidade, por exemplo. Isso dependerá do perfil da empresa. O mesmo vale para roupas esportivas como jeans, camiseta e tênis. Mesmo assim, na entrevista de emprego, o como se vestir pede algo mais discreto e formal.

A consultora de imagem e estilo pessoal Sabrina Farias chama a atenção quanto ao aspecto da roupa: “certifique-se que a peça escolhida não tem manchas, furinhos e bolinhas no tecido, costura solta ou botão faltando”. O zelo com as peças denota valorização, já a falta de cuidado, desleixo.

Atente-se, também, à higiene bucal para não gerar constrangimentos como, por exemplo, o mau hálito oriundo da ingestão de determinados alimentos ou de cigarro. Vale ressaltar que o fumo tem sido combatido com as políticas antitabagismo e, por isso, é um hábito que pode ser considerado um ponto negativo. Porém, se questionado sobre isso, opte pela verdade.

 

Ponto 3.

Dicas específicas para as mulheres.

Através da maquiagem, podemos criar um visual que nos cause bem-estar e confiança. O universo corporativo pede mais sobriedade, portanto, faça escolhas mais leves, com cores neutras e equilibradas. O mesmo vale para unhas, que devem estar aparadas e, se esmaltadas, opte por tons brandos.

Cuidado com o perfume. Nada mais constrangedor que entrar na sala da entrevista e o entrevistador começar a espirrar devido ao excesso de perfume.

Sobre como se vestir na entrevista de emprego, evite peças que fujam da imagem profissional que se quer passar. Por exemplo, as de comprimento curto, muito justas, transparentes ou decotadas, podem parecer inadequadas para um contexto muito formal, se for esse o caso. Na praticidade do mundo atual, o uso de saias não tem sido mais uma exigência. Por isso, independentemente de vestir calças ou saias, escolha o que for confortável e adequado à silhueta de seu corpo. Dê preferência aos sapatos fechados, sejam eles de salto, sapatilhas ou oxfords. Quanto aos acessórios (brincos, colares, pulseiras, bolsas), opte por peças pequenas, que não causem ruídos. Menos é mais!

 

Ponto 4.

Dicas específicas para os homens.

Além de saber como se vestir numa entrevista de emprego, estar com corte de cabelo e barba em dia é essencial para a apresentação. Também não esqueça da unha cortada. Isto demonstra que o candidato cuida de si mesmo e, por isso, terá o mesmo zelo com seu trabalho.

A recomendação é que trajem terno ou camisa e calça social, dependendo da cultura da empresa, é claro. Os sapatos sociais caem bem para ambiente formal e sapatênis para o informal. O uso de gravatas dependerá da exigência da empresa. Na dúvida, peque pelo excesso de formalidade.

 

Ponto 5.

Uso de piercings, tatuagens e penteados.

Esse tópico pode gerar polêmicas hoje em dia, pois está relacionado a livre expressão do indivíduo. De modo geral, toda e qualquer forma de discriminação é crime previsto por lei.

O uso de piercings, tatuagens ou penteados não invalida a competência do profissional. Empresas que adotam políticas em prol da diversidade respeitam e já aceitam o uso desses elementos. Contudo, a organização pode proibi-los, dependendo das medidas de segurança e higiene específicas da vaga pretendida e amparadas pela legislação.

Procure encontrar o momento adequado no processo seletivo para questionar se a vaga possui restrições quanto a algum desses itens e mencione caso faça uso deles. Você também pode observar as pessoas no ambiente e ver se elas possuem tatuagens e piercings a vista ou adotam penteados singulares.

 

E você, também tem dicas de como se vestir numa entrevista de emprego? Já passou por alguma saia justa nessa situação? Compartilhe conosco.

 

VEJA TAMBÉM EM NOSSO BLOG:

Dicas para uma entrevista de emprego em inglês

Recolocação profissional: porque é importante e como usar

Qual o grande benefício para as empresas que oferecem programas de recolocação profissional aos ex-funcionários?

Zefini ConteúdosEntrevista de emprego: como se vestir?